Loan or saving money for buy a house and real estate for family concept, Home model put on the stack coin tower with growing business investment in the in the public park.

O crédito imobiliário é aquele capital que se refere às compras de imóveis. Atualmente, muitas são as opções de crédito no mercado, cada um oferecendo vantagens específicas, adaptando-se, portanto, a cada tipo de consumidor.

O crédito imobiliário é muito procurado, afinal, comprar um imóvel exige bastante investimento e são poucas as pessoas que possuem condições de comprar um apartamento ou uma casa à vista.

Sendo assim, é muito comum recorrer aos financiamentos para comprar um imóvel.

Vale ressaltar, porém, a importância de acumular uma boa quantidade de dinheiro para dar uma entrada no imóvel. Quanto melhor (e maior) a entrada, melhores serão as condições do financiamento, afinal, a instituição financeira perceberá o comprador como bom pagador.

A seguir, confira os principais tipos de crédito imobiliários disponíveis no mercado.

1) Sistema Financeiro de Habitação

O SFH, ou Sistema Financeiro da Habitação, é regulamentado por lei (Lei 4.230 de 21 de agosto de 1964).

É o financiamento imobiliário mais procurado no Brasil e utiliza os recursos das aplicações em poupança e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O SFH impõe um valor máximo para o imóvel que pode ser financiado e esse valor depende do estado. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, por exemplo, onde o metro quadrado é mais caro, esse valor máximo é maior, podendo chegar até R$ 950 mil.

2) Sistema Financeiro Imobiliário

O SFI, por sua vez, é um sistema diferente, sem limite de valor para o imóvel que será financiado. Não existe, também, teto para a taxa de juros que será cobrada durante o financiamento.

Com o SFI, antes de o cliente quitar a dívida completamente, o imóvel permanece em alienação fiduciária.

Os recursos desse financiamento são frutos dos investimentos dos clientes na instituição bancaria. Além disso, o SFI também financia imóveis comerciais e não utiliza recursos do FGTS para reduzir a dívida.

3) Tabela SAC

Diferente das modalidades citadas anteriormente, essa é uma forma de amortização da vida.

O Sistema de Amortização Constante (SAC) é aquele financiamento em que as parcelas vão reduzindo ao passar dos anos.

Atualmente, é uma das opções mais utilizadas pelos consumidores.

4) Tabela Price

A Tabela Price também é um sistema de amortização bastante utilizado. Diferentemente do SAC, porém, as parcelas são fixas.

Além disso, nesse modelo de pagamento, as primeiras prestações são voltadas para pagar os juros. Ao passo que as parcelas vão avançando, os juros diminuem.

Ou seja, embora as parcelas tenham valores fixos, sua composição é diferente.

5) Sistema de Amortização Crescente (Sacre)

Essa é uma das opções menos utilizadas e pode ser considerada uma mistura do SAC com o Price.

No início, as parcelas possuem um valor crescente. Depois de atingir um determinado valor pago, vão diminuindo.

Isso acontece porque, no Sacre, os juros são cada vez menores e o cálculo é refeito a cada 12 meses, considerando o montante que já foi amortizado.

Está pensando em comprar seu primeiro apartamento ou casa? Não deixe de acessar nosso site ou entrar em contato pelo WhatsApp, caso tenha dúvidas.

Descubra passo a passo como adquirir um imóvel
22 fev
Quero Comprar

Descubra passo a passo como adquirir um imóvel

É sempre desafiador encontrar um imóvel, ainda mais quando ele irá representar mudanças e melhorias na nossa vida. Buscamos sempre […]

leia mais
X dicas para se planejar financeiramente antes de comprar um imóvel
03 fev
Quero Comprar

X dicas para se planejar financeiramente antes de comprar um imóvel

A compra de um imóvel é um dos maiores sonhos dos brasileiros, como fruto do desejo de obter segurança e […]

leia mais