A compra de um imóvel é um dos maiores sonhos dos brasileiros, como fruto do desejo de obter segurança e a sua independência como indivíduo. No entanto, a realização desse sonho exige um grande desembolso financeiro, por isso, é fundamental ter cautela no uso do dinheiro, bem como seguir a orientação de um bom planejamento que permita alcançar o objetivo pretendido.

Mas você sabe como se organizar financeiramente para comprar um imóvel? Conhece as etapas e os melhores caminhos que possam ser trilhados para que esse sonho não se transforme em um pesadelo?

Se você tem dúvidas ou não sabe por onde começar, então está no lugar certo! Veja agora mesmo neste artigo 5 dicas para fazer um planejamento financeiro antes de comprar um imóvel.

1 — Quite suas dívidas

Embora a compra de um imóvel represente o aumento do patrimônio pessoal, ao mesmo tempo, é uma atividade geradora de dívida e de decréscimo financeiro, afinal, será necessário realizar um desembolso monetário expressivo. Por essa característica é fundamental incluir no seu planejamento financeiro para a compra de um imóvel a quitação prévia das suas dívidas.

Ter esse cuidado vai evitar gerar um alto índice de endividamento, bem como vai garantir a liquidez financeira e a preservação da renda mensal. Não deixe se levar pelo impulso emocional da aquisição do imóvel antes de quitar todas as suas dívidas.

2 — Faça um plano de reserva

Agora que você quitou todas as suas dívidas e tem as suas receitas financeiras mensais menos comprometidas, chegou o momento de fazer um plano de reservas. Isso vai garantir ter o principal recurso para a compra de um imóvel, que é a disponibilização do capital financeiro para dar prosseguimento na operação comercial.

Com base na sua renda mensal, faça um plano para reservar, no mínimo, 20% dos ganhos. Para isso, organize os seus gastos fixos e variáveis mensais, de modo a comportar tal reserva. Além disso, é importante salientar que a reserva deve ser feita antes do pagamento dos gastos, maximizando os resultados dessa etapa do planejamento financeiro para a compra do imóvel.

Lembre-se de ter consistência e perseverança no plano de reserva, afinal, isso vai garantir o sucesso de todas as demais fases desse objetivo de médio a longo prazo.

3 — Crie uma carteira diversificada de investimentos

Agora que você começou a fazer as suas reservas financeiras, chegou o momento de passar para a próxima fase do planejamento, que é aplicar o capital que tem em mãos. Isso se deve pelo fato de que o dinheiro parado perde parte do seu poder de compra ao longo do tempo por conta dos efeitos causados pela inflação.

Para que isso não aconteça é fundamental criar uma carteira diversificada de investimentos, mesclando entre renda fixa e renda variável, bem como produtos com vencimentos no curto, médio e longo prazo.

Essa diversificação garante a liquidez financeira, bem como diminui os riscos inerentes aos movimentos macroeconômicos, pois, se um produto vier a apresentar queda, certamente, outros estarão em ascensão e gerando ótimos rendimentos.

Além disso, os investimentos no curto prazo e de alta liquidez garantem um resgate mais facilitado, o que pode ser favorável para pagar as prestações do imóvel caso você opte por financiá-lo.

4 — Analise preços de imóveis novos e usados

Outro ponto a ter atenção na hora de se planejar financeiramente para comprar um imóvel e analisar os preços entre imóveis novos e usados, tendo em vista que cada um pode exigir uma quantia de dinheiro que varia de acordo com cada situação.

Em muitos casos um imóvel usado pode ter um valor mais em conta, necessitando de um desembolso financeiro menor na hora da compra, no entanto, os gastos com reformas pode elevar o valor total acima do que de um imóvel novo.

Por outro lado, comprar um imóvel na planta pode significar uma economia financeira onde, inclusive, haverá a chance de lucrar com a sua valorização ao longo do tempo. Nessa escolha é importante ponderar cada uma das opções, bem como analisar os reais objetivos que pretende com o imóvel que vai adquirir.

5 — Negocie valores

Com um bom planejamento financeiro para a compra de um imóvel, é possível reunir uma quantia considerável para ser utilizada como entrada, ou pagamento integral do imóvel. Isso garante maior poder de barganha e negociação do valor cobrado.

Outro caso em que você pode (e deve) negociar valores é na antecipação do pagamento de parcelas, afinal, você estará em posse de recursos financeiros de terceiros por menos tempo e nada mais justo que sejam diminuídos os encargos referentes aos juros da operação de financiamento.

Lembre-se de incluir os recursos do FGTS no seu planejamento financeiro para a compra de um imóvel, de modo que, os valores disponíveis podem ser utilizados para a amortização de parcelas e quitação do imóvel, por isso, cabe aqui também o poder de negociação de valores a serem desembolsados em cada uma das situações.

Viu como é fácil se planejar financeiramente para a compra de um imóvel? Com esse artigo você já tem os conhecimentos necessários para trilhar o melhor caminho rumo a realização do seu sonho da casa própria!

Pensando em alugar ou comprar um imóvel em Barueri e região? A Max Líder Imóveis tem as melhores opções disponíveis no mercado! Então acesse o nosso site agora mesmo, ou fale com um dos consultores pelo <a href=”https://api.whatsapp.com/send?l=pt_BR

Descubra passo a passo como adquirir um imóvel
22 fev
Quero Comprar

Descubra passo a passo como adquirir um imóvel

É sempre desafiador encontrar um imóvel, ainda mais quando ele irá representar mudanças e melhorias na nossa vida. Buscamos sempre […]

leia mais
Quais são os tipos de créditos imobiliários existentes?
10 fev
Quero Comprar

Quais são os tipos de créditos imobiliários existentes?

O crédito imobiliário é aquele capital que se refere às compras de imóveis. Atualmente, muitas são as opções de crédito […]

leia mais